Boas práticas na assistência pré-natal

Atualizado: 12 de mai. de 2020

A assistência pré-natal deve ser iniciada logo no início da gestação e tem por objetivo ações para avaliar a mulher, o feto e seu desenvolvimento, garantindo o bem-estar e saúde dos dois. Além dos exames físicos e de laboratório, urina e ultrassons necessários para o rastreio de doenças que possam prejudicar a gestação; a riqueza da consulta pré-natal está no saber ouvir, saber orientar, saber avaliar.

A gravidez é uma fase de grandes mudanças e as mulheres passam por uma revisão dos seus hábitos, estando mais propensas a se alimentarem melhor e incorporarem exercícios físicos à rotina, buscando ter uma vida mais saudável. Algumas mulheres também trazem questões emocionais importantes de serem valorizadas. Revisitam aspectos da própria educação recebida, questionam os relacionamentos familiares, repensam suas profissões...

Também é durante o pré-natal que a mulher e o acompanhante escolhido, devem receber informações de qualidade, honestas e baseadas na ciência para que possam fazer escolhas conscientes a cerca da assistência ao parto e nascimento do bebê.

Ao longo das em média, 40 semanas de gestação, é necessário encontrar espaço nas consultas para abordar as questões técnicas, físicas e também emocionais.


Nos nossos cursos de assistência pré-natal nós aprofundamos nas evidências científicas e também nas técnicas para uma abordagem integral da saúde da mulher e do bebê <3






#Prénatal #partohumanizado #enfermeiraobstetra #obstetriz



460 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo