Boas práticas na assistência ao parto

Atualizado: 15 de Mai de 2020

As boas práticas na atenção ao parto e ao nascimento, se relacionam às tecnologias leves de cuidado em saúde, a realização de condutas profissionais baseadas na ciência, no conhecimento e respeito à fisiologia do parto e escolhas da mulher no processo de parturição.


O nome humanização do parto, sintoniza com a aplicação dos princípios das boas práticas para assistir à mulher e o nascimento do seu bebê. Quando um profissional diz que atende parto humanizado, ele está querendo dizer que confia na biologia da mulher e conhece caminhos para ajudá-la a fluir durante o trabalho de parto usando o mínimo de intervenções e aplicando técnicas quando necessário, muitas vezes naturais antes de utilizar medicamentos. O profissional que atua assim, sabe que qualquer intervenção pode gerar a necessidade de realizar alguma outra e prejudicar o andamento fisiológico do parto.


O Ministério da Saúde, disponibiliza uma cartilha com as DIRETRIZES NACIONAIS DE ASSISTÊNCIA AO PARTO NORMAL que tem por objetivo sintetizar e avaliar sistematicamente a informação científica disponível em relação às práticas mais comuns na assistência ao parto e ao nascimento fornecendo subsídios e orientação a todos os envolvidos no cuidado, no intuito de promover, proteger e incentivar o parto normal.

Com a divulgação dessas diretrizes, o Ministério objetiva promover mudanças na prática clínica, uniformizar e padronizar as práticas mais comuns utilizadas na assistência ao parto normal.

Os profissionais precisam estar frequentemente se atualizando para manter a sua prática clínica coerente com os avanços da ciência.


Fique atento aos nossos cursos!



#partohumanizado #enfermeiraobstetra #obstetriz #ocitocina #casadeparto